Fundação Alfredo da Matta realiza mutirão de cirurgias em pacientes com hanseníase em Guajará e Ipixuna

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), iniciou nesta segunda-feira (29/07), no município de Guajará (a 1.476 quilômetros de Manaus), um mutirão de cirurgias preventivas e para reabilitação física de pacientes de hanseníase.O mutirão segue até o próximo dia 6 de agosto e tem 16 pacientes agendados, totalizando 35 procedimentos cirúrgicos. Além dos pacientes do município de Guajará, a equipe atenderá também um paciente do município vizinho, Ipixuna (distante 1.367 quilômetros da capital).“São pacientes que tiveram algum tipo de sequela da hanseníase, por isso necessitam de cuidados especiais, por meio de cirurgias corretivas e preventivas”, explica o enfermeiro José Yranir do Nascimento, chefe do Departamento de Controle de Doenças e Epidemiologia da Fuam. Yranir segue para o município juntamente com uma equipe formada por médico e técnico de enfermagem para o mutirão.As cirurgias reabilitadoras corrigem problemas como o chamado “pé caído” e “mão em garra”, ocasionados pela hanseníase tratada tardiamente, provocando lesão em nervos destes membros.Os procedimentos cirúrgicos de prevenção são realizados para evitar a perda de funções, reduzindo ou eliminando compressões neurais, eliminando a dor e melhorando as funções neurais do membro atingido. Por isso, os pacientes de hanseníase precisam de acompanhamento de especialista.Os municípios de Guajará e Ipixuna ainda estão classificados como localidades com taxas de hanseníase consideradas muita altas. Em 2018, dos 421 casos novos da doença detectados no Amazonas, seis foram identificados em Guajará, e oito em Ipixuna.Guajará está entre os dez municípios que apresentaram as maiores taxas de detecção da hanseníase em 2018. Foram 36,72 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, número que o classifica em endemicidade “Muito Alta” (que vai de 20 a 39,99 casos para cada grupo de 100 mil habitantes), ficando acima da média do estado.O Amazonas possui uma taxa de detecção de 10,36 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, o que o classifica no nível de endemicidade “Alto” (que vai de 10 a 19,99 casos para cada grupo de 100 mil habitantes). Ao longo dos anos, a taxa de detecção no estado vem diminuindo, redução que se deve principalmente à intensificação de ações de controle da hanseníase.O acompanhamento de pacientes também tem sido intensificado nos municípios de Guajará e Ipixuna. Todos os casos novos identificados em 2018 foram acompanhados, e 100% deles não apresentaram nenhum grau de incapacidade. Os contatos destes pacientes – aquelas pessoas que mantêm contato íntimo e prolongado com o doente – também foram todos avaliados, e nenhum apresentou sintomas da hanseníase. Estes são bons indicadores, pois demonstram que a doença foi identificada precocemente, quebrando a cadeia de transmissão e evitando-se sequelas.*Eirunepé* – O próximo mutirão de cirurgias para pacientes de hanseníase está programado para o mês de setembro e acontecerá no município de Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus). A expectativa é que 30 pacientes sejam atendidos.Serão aproximadamente 60 procedimentos cirúrgicos, por isso a equipe que realiza as cirurgias pela Fuam – que inclui o médico Thiago Montenegro, o enfermeiro José Yranir do Nascimento e o técnico de enfermagem Elbio Rola – receberá reforço de equipe médica do Polo de Juruá, com base em Eirunepé.*FOTO:* Divulgação/Fuam*Mais informações:* Assessoria de Comunicação da Fundação Alfredo da Matta (Fuam): 3632-5806.

Publicado por Conect News AM

Professores licenciado em matemática, especialista em mídias para a educação e gestão escolar. Trabalha como repórter da Grupo Rede Amazônica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: