Setembro Amarelo: Seduc-AM inicia campanha nas escolas do interior do Amazonas

Campanha em prol da saúde mental teve palestra de abertura sobre “Prevenção ao Suicídio” transmitida por videoconferência para escolas da rede pública do Estado

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio iniciada em 2015 e realizada no Amazonas desde então. Neste ano, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) ampliou o trabalho em prol da saúde mental, chegando ao interior por meio de videoconferências utilizando o Centro de Mídias da Educação (Cemeam). Nesta terça-feira (03/09), dois especialistas falaram sobre o tema para cerca de 550 servidores das escolas da rede pública.

Professores, gestores escolares e coordenadores distritais de Educação assistiram a palestra do general Carlos Alberto Teixeira e do médico psiquiatra Jorge Jaber, com a temática “Prevenção ao Suicídio”. Pedagogos e outros profissionais da Psicologia e do Serviço Social também acompanharam a transmissão, como conta a secretária executiva adjunta do Interior, Ana Maria Araújo de Freitas.

“Em cada transmissão, tivemos pelo menos dez profissionais do corpo docente assistindo. Eles serão multiplicadores junto a outros professores e aos próprios estudantes. Nosso objetivo é levar a informação para, cada vez mais, auxiliar nosso alunado e, de forma indireta, todo seu círculo social”, assinalou Ana Maria.

*Sintomas -* Quem pensa em suicídio não quer morrer, e sim acabar com a dor. Foi assim que o psiquiatra Jorge Jaber iniciou sua fala sobre sintomas e tratamentos da depressão, a principal doença responsável por pessoas tirarem a própria vida.

Segundo o especialista, sempre que é falado sobre doença mental, os sentimentos são menosprezados: a depressão vem com a falta de energia mental, de interesse em realizar atos rotineiros, como sair da cama, tomar banho e escovar os dentes, por exemplo, e nem sempre são observados com o devido cuidado pela família.

“Por isso, os educadores também são verdadeiros heróis, especialmente os que estão nos recantos mais distantes do Amazonas. Os professores são fundamentais na Educação da nossa juventude que, muitas vezes, não é tratada no lar. Quando demonstram atenção e humor junto ao estudante, ajuda em muito todos os alunos”, salientou Jaber.

*Tratamentos -* Em parceria com Exército Brasileiro, a Seduc-AM disponibiliza palestras de prevenção ao suicídio. Trabalhando com a temática no Exército Brasileiro, o comandante da 12ª Região Militar, general Carlos Teixeira, especializou-se nos temas.

Há quatro anos, o general palestra de forma voluntária em escolas da rede pública sobre os sintomas, causas e tratamentos. Ele explicou que a depressão é uma doença, pode e deve ser tratada, inclusive pela Saúde Pública, em conjunto com outras instituições, como a própria escola. Teixeira também deu dicas de como auxiliar a si mesmo e a outras pessoas.

“É preciso pensar que existem outras sete bilhões de pessoas no mundo, ou seja, você vai encontrar outro parceiro. Questões financeiras existem e persistir é o melhor meio de ultrapassá-las. E o mais importante: às vezes, tudo que alguém precisa é ser ouvido. Escute seu amigo, apoie e ajude-o a procurar por ajuda. E faça isso com você mesmo também. Você é importante, se cuide”, ressaltou o especialista.

*Balanço -* A Coordenação de Atenção Psicossocial ao Escolar já alcançou diretamente mais de 1,2 mil pessoas nas escolas da rede pública do Amazonas. Com menos de dois meses de criação, a equipe multidisciplinar já realizou palestras diversas, rodas de conversas, atividades de prevenção e pósvenção e, até mesmo, oficinas.

O balanço geral é a soma dos trabalhos realizados de forma direta com os estudantes, como escutas individuais, sensibilizações e palestras direcionadas, especialmente, à saúde mental como um todo, segundo a coordenadora de Atenção Psicossocial Escolar (Capse) da Seduc-AM, Giani Brito.

“Estes números são ainda maiores, porém não temos como mensurar: nosso trabalho impacta os alunos individualmente, todo o corpo discente e docente, chegando aos familiares e outros amigos. Isso porque a depressão é uma doença que afeta não apenas a pessoa, mas todos de seu círculo social”, explicou a psicóloga.

FOTOS: CLEUDILON PASSARINHO/SEDUC-AM

Publicado por Conect News AM

Professores licenciado em matemática, especialista em mídias para a educação e gestão escolar. Trabalha como repórter da Grupo Rede Amazônica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: